Peça “Mulheres Alteradas”

A peça Mulheres Alteradas encenou pela primeira vez no palco, um dos maiores fenômenos editoriais da Argentina, com mais de 300 mil livros vendidos, naquele país, e best-seller em diversos outros países. O texto é a adaptação de cinco volumes de Mulheres Alteradas, da chargista e cartunista argentina Maitena.

O espetáculo “Mulheres Alteradas”, da chargista e cartunista Maitena, será a atração neste final de semana no Teatro Sesi, em Goiânia. O espetáculo acontece no sábado (14), às 21 horas, e no domingo (15) às 20. Os ingressos R$ 70,00 a inteira, R$ 35,00 a meia. A peça tem dramaturgia de Andrea Maltarolli e direção de Eduardo Figueiredo e segue em turnê por todo o Brasil.

No elenco, as atrizes Samara Felippo, Flávia Monteiro, Marisol Ribeiro e Daniel Del Sarto. As três atrizes interpretam três amigas cativantes e engraçadas e Daniel Del Sarto interpreta vários personagens masculinos.

MULHERES ALTERADAS

O espetáculo Mulheres Alteradas, de Maitena, com dramaturgia de Andrea Maltarolli e direção de Eduardo Figueiredo.

Lisa (Samara Felippo) é separada do marido, mãe de um único filho, inteligente, com preocupações fúteis, porém, em crise por conta de um nódulo que apareceu em um dos seios; Alice (Marisol Ribeiro) é uma mulher solteira, vive no “mundo da lua”, mas não desiste de encontrar o seu grande amor; já Norma (Flávia Monteiro) é uma executiva pragmática, casada, com dois filhos e, agora, se depara com a terceira gravidez. Daniel Del Sarto incorpora vários personagens masculinos, sem nomes definidos e repletos de personalidades, os quais prometem criar uma identificação imediata com os homens presentes na plateia.

No palco, além dos atores, a peça Mulheres Alteradas conta com a “Banda Alteradas”: um trio feminino, formado por excelentes musicistas, que executa canções instrumentais, ao vivo, compostas com exclusividade para a montagem.
A coreografia também merece destaque: Foi criada por Henrique Rodovalho, um dos coreógrafos mais premiados do Brasil, fundador da Quasar Cia. de Dança. Já a direção musical leva o nome da experiente pianista Elaine Giacomelli.

Respeitando as ideias de Maitena na abordagem de temas tão caros ao mundo feminino – como o corpo, moda, homens, amores, família, filhos, trabalho, o passar do tempo e a falta dele – essa versão cênica, 100% aprovada pela autora, é fiel ao retratar o seu talento e o humor ao compartilhar esse universo rosa-choque.

A peça mapeia o discurso sobre a feminilidade presente no mundo contemporâneo dessas mulheres, assoladas por cobranças e demandas desgastantes e, às vezes, quase impossíveis de atender simultaneamente: trabalhar o dia todo, serem mães maravilhosas, amantes insuperáveis e manter as boas formas física e estética. Isso, sem contar com a necessidade de ostentar uma vida emocional serena e equilibrada.

 

MULHERES SOLTEIRAS PROCURAM

A comédia “Mulheres Solteiras Procuram”, com texto e direção de Pitty Webo, mostra o cotidiano de mulheres que se metem nas mais diversas situações, representando o panorama da mulher atual, que procura a felicidade por uma diversidade de caminhos que levam ao sucesso pessoal e profissional.
Com linguagem contemporânea inspirada nos conceitos cênicos de Peter Brook, Grotowski, Brecht e Domingos Oliveira, a peça é dividida em curtas histórias cômicas.

Sequestrando o Estúdio da Nova Brasil FM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *